Aleatório

Livro físico x e-reader

e_reader

Um assunto talvez polêmico, porém importantíssimo para quem adora ler. Os e-readers chegaram ao mercado e estão, aos poucos, conquistando o coração de todos os leitores. Mas será que realmente todos os leitores se adaptaram e aceitaram o e-reader como substituto oficial dos livros impressos? Acredito que não seja tão simples assim.

Para quem não conhece, os e-readers são leitores de livros digitais, pequenos, leves, com tela de e-paper (que imita o papel) sem reflexo e com uma capacidade muito grande para armazenamento de arquivos em diversos formatos.
Hoje em dia, no Brasil, temos dois principais e-readers no mercado: O Kindle e o Kobo.
O Kindle é da Amazon e tem duas opções de modelos, o Kindle e o Kindle Paperwhite.
Qual a diferença entre os dois modelos? O primeiro é mais simples, não possui touchscreen e nem iluminação da tela. E o preço também é mais em conta (custa R$299,00 na Amazon).
Já o Paperwhite é mais sofisticado, touchscreen, iluminação da tela e possui uma versão que conta até mesmo com 3G gratuito e vitalício (a partir de R$479,00).

Agora falando sobre o Kobo, ele é o e-reader da Livraria Cultura, com basicamente as mesmas características do Kindle, e possui 3 modelos: Kobo Touch, Kobo Glo e Kobo Aura HD.
O Kobo Touch é o mais simples da linha, apesar de ser touchscreen, ele não possui luz interna e é concorrente direto do Kindle (custa R$399,00 na Livraria Cultura).

O Kobo Glo, concorrente direto do Kindle Paperwhite, possui iluminação interna, memória expansível e touchscreen. O diferencial é que o Glo pode ser encontrado em 4 cores diferentes: Preto, branco, azul e rosa (custa R$249,00 na Livraria Cultura).

E, por fim, o Kobo Aura HD, que é o mais “high-tech” da linha, e promete uma bateria com o dobro de duração, também possui maior espaço para armazenamento, iluminação interna, touchscreen e uma tela um pouco maior do que as outras (custa R$659,00 na Livraria Cultura).

Quais as vantagens de ter um e-reader?
Os e-readers são extremamente leves, pesam de 140 a 250 gramas, possuem uma capacidade de, pelo menos, 1000 livros. O que significa que não precisará mais carregar dois volumes das Crônicas de Gelo e Fogo para o caso de acabar um livro e quiser começar o próximo.
Você pode baixar os ebooks diretamente no aparelho, sem precisar de cabos.
Eles te permitem consultar dicionário/tradutor enquanto está lendo algum livro
As páginas são marcadas, mesmo que você inicie algum outro livro, quando quiser voltar para o primeiro a página que você parou ainda estará marcada.
São ecologicamente corretos, uma vez que não é necessária a impressão deles para que possamos ler.

E quais são as desvantagens?
O preço do e-reader é relativamente alto, e em alguns casos as pessoas preferem comprar um tablet do que um e-reader pois a diferença de preço não é muito grande.
O preço dos ebooks no Brasil que, apesar de serem mais baratos do que os livros físicos, a diferença é mínima.
Cheiro de livro novo: Para nós, leitores, o famoso cheirinho de livro novo é quase essencial, chega a ser inspirador! E com o ebook não temos esse prazer.

Eu possuo o Kindle, a versão simples, e acho que a ideia em si é genial, a proposta é maravilhosa. Porém a minha dificuldade na adaptação é muito grande.
Em 80% dos casos eu acabo dando preferência a livros físicos, pelo simples prazer de sentir o livro e aquele cheirinho de novo que eu já comentei.
Acredito que toda essa adaptação seja questão de tempo mesmo, e por mais que não esteja adaptada a usar o meu Kindle, acho que mais cedo ou mais tarde, todos nós vamos ter um e-reader como companheiro.

Qual a opinião de vocês sobre essa batalha entre livro digital e livro impresso?
Me contem nos comentários! 🙂

Anúncios

4 comentários em “Livro físico x e-reader

  1. Apesar dos e-books estarem muito em alta, acredito que os livros impressos sempre irão existir 🙂 Eu, particularmente, também prefiro livros impressos, apesar de não ter nenhuma experiência com e-reader. Mas já estou planejando comprar um este ano, porque não consigo ler e-books no computador.

    Beiijinhos,

    http://garotasdejales.wordpress.com/

    1. Eu também acho que sempre vão existir, mas ao mesmo tempo acredito que os e-readers vão fazer parte do dia das pessoas.
      E nossa, ler no computador é terrível! Cansa muito a vista, né? 😦

      Muito obrigada pelo comentário! 🙂

  2. Eu não tenho muito o costume de ler livros, mas quando leio os prefiro na versão impressa. Já tive a oportunidade de ler em e-readers mas não me adaptei e acredito que essa adaptação não será fácil, especialmente para os leitores que não nasceram na “era digital”. Às vezes esse cultivo de costumes antigos é uma maneira de nos desligarmos um pouco da vida digital, mesmo sabendo que as tecnologias facilitam muito o dia-a-dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s