Uncategorized

O Teorema Katherine

Imagem

“Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.”

 

Mais um sucesso do autor John Green, o Teorema Katherine foi o livro que mais demorei para ler nesse ano.
Confesso, de antemão, que o livro não me agradou muito (espero não ser crucificada por isso), achei a história fraca e pouco cativante.

O livro conta a história de Colin Singleton, um garoto prodígio de 17 anos. Além de ser muito, mas muito nerd, Colin tem mania de criar anagramas com praticamente todas as frases e, também, de namorar Katherines (no livro ele explica que o nome deve ser escrito dessa forma: K-A-T-H-E-R-I-N-E).
O grande objetivo da vida dele era de poder descobrir algo que o levasse a ser considerado não somente um prodígio, mas um gênio de verdade, ele quer ser lembrado por ter feito algo de importante para a humanidade.

“A sua importância é definida pelas coisas que são importantes para você. Seu valor é o mesmo das coisas que você valoriza.”

O grande fato curioso da história começa quando ele leva um pé na bunda de sua namorada, Katherine XIX. Isso mesmo! XIX! Décima nona! Foram dezenove Katherines ao todo (o que eu considero um número irreal para quem é tão nerd quanto o Colin, mas isso é muito pessoal e não vem ao caso), e depois da K19, ele decide criar um teorema que poderá prever quem terminará o relacionamento.

“A ausência dela doeria mais do que qualquer fim de namoro.”
 

No momento em que a K19 termina com Colin, ele fica depressivo e muito, muito melancólico. Então ele e seu único amigo, Hassan, decidem fazer uma viagem sem rumo, e acabam parando na cidadezinha de Gutshot, no Tennessee. Lá eles conhecem Lindsey, que simpatiza com os dois logo de cara e passa a fazer parte da história de uma forma muito ativa e bem humorada.
Assim que conhecem a mãe de Lindsey, que também gosta muito dos dois, ela oferece um emprego para eles, o que faz com que permaneçam lá durante todo o verão, conhecendo uns aos outros e também os moradores da cidadezinha de Gutshot.

“É que algumas pessoas nesse mundo você só consegue amar e amar, não importa o que aconteça.”

Como eu disse, eu não gostei muito do livro, pois li A Culpa é das Estrelas e esperava que O Teorema Katherine fosse tão bom quanto o outro.
Não simpatizei tanto com o Colin, achei ele um tanto melancólico demais. Em compensação eu amei a Lindsey!

A narrativa é simples, porém (mais uma vez, essa é a minha opinião) não acho que seja um daqueles livros que te prendem e que você fica louco pra saber como acaba!

O que acho muito legal, e acredito que seja um padrão do John Green, é que nós passamos a conhecer os personagens muito bem, então no decorrer do livro o autor se aprofunda mais em mostrar a personalidade de cada um.

Caso queiram ler o primeiro capítulo do livro, podem encontrá-lo aqui no site d’O Teorema Katherine.

 

Vocês já leram algum outro livro do John Green?

Qual foi e o que acharam?

 

Anúncios

3 comentários em “O Teorema Katherine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s