Resenhas

A Menina que não Sabia Ler – John Harding

A menina que não sabia ler

” Um acidente de trem. Uma identidade trocada. Os detalhes poderão mudar o rumo dessa história… Depois de viver presa num mundo obscuro, assustador e sem palavras em ‘A menina que não sabia ler’, a pequena Florence viverá uma nova e misteriosa aventura onde nada é realmente o que aparenta ser e todos podem se tornar inimigos em potencial. Mas onde ela encontrará uma saída? Um aliado? O misterioso médico John Shepherd busca um recomeço para sua vida em um lugar nada promissor – uma ilha que funciona como uma clínica psiquiátrica exclusivamente para mulheres. Nesse antro de segredos e sofrimento, Shepherd tentará esquecer seus pecados devolvendo a humanidade às pacientes. A primeira em quem vai experimentar sua doutrina de cuidados, o ‘tratamento moral’, é uma atraente jovem pálida de cabelos escuros que não se lembra do próprio nome, fala de modo estranho e não consegue saber quando e como chegou àquele lugar. Por que afinal ela desperta tanto a curiosidade do médico? Entre pacientes mais inteligentes que as próprias enfermeiras responsáveis por elas, segredos por todos os lados e figuras assombrosas (e assombradas) percorrendo misteriosamente os corredores da clínica durante a noite, as vidas de Florence e John Shepherd estarão mais ligadas do que podemos imaginar… Arrisque-se e tente achar uma saída no labirinto claustrofóbico criado em ‘A menina que não sabia ler volume 2’. “

 

Este é o segundo volume do livro “A Menina que não Sabia Ler”, de John Harding, que é completamente diferente do primeiro volume.

Desta vez, a história se passa sob a visão do Dr. Shepherd, que quer, mais do que nunca, se livrar do passado ruim e começar uma vida nova, com uma identidade nova também. Para isso, ele começa a trabalhar em uma clínica psiquiátrica em uma ilha, longe da cidade e da população. O lugar é realmente ideal para quem quer começar do zero, já que ninguém o reconhecerá e nem questionará sobre seu passado.

 

“- É porque sou médico. Você é uma paciente. Estamos aqui por motivos diferentes.

Ela olhou para mim como se soubesse de algo.

– Estamos, senhor? De verdade?”

Nesta clínica, passamos a conhecer o dono, Dr. Morgan, um homem misterioso e muitas vezes considerado até perverso pela forma como ele trata seus pacientes, já que ele é contra o que conheceremos como “Tratamento Moral”, e acredita que os pacientes só irão se curar através de métodos arcaicos e até mesmo cruéis.

Conheceremos também a Sra. O’Reilly, chefe das enfermeiras, que também guarda um segredo, e possui um comportamento muito estranho e peculiar, e é também considerada como o braço direito do Dr. Morgan.

Uma vez que Shepherd não estava acostumado e nem convencido sobre a eficácia do método atual da clínica, ele pede que o Dr. Morgan lhe dê uma oportunidade de testar o “Tratamento Moral” em algum paciente, que é uma técnica menos agressiva, e que prega um tratamento baseado em diálogos, leituras, contato com pessoas e com o ambiente externo. Quando a oportunidade lhe é concedida, ele decide escolher a paciente que demonstra maior capacidade de aprendizado, maior facilidade de comunicação e a que lhe parecera mais inteligente.

“Nossos olhos se encontraram novamente e mais uma vez enxerguei uma qualidade indefinível em sua expressão: loucura, certamente, quanto a isso não havia dúvida, pois havia uma selvageria primitiva em sua maneira de olhar; mas havia também inteligência.”

E é neste momento que a nossa querida Florence entra em cena, na clínica ela é conhecida como Jane Pomba, uma garota que foi encontrada andando pelas ruas, sem destino e sem saber ao menos quem era.

Com este enredo, vamos conhecendo melhor os personagens e, principalmente, as intenções do protagonista Shephard.

 

“Ah, mas eu gosto daqui – ela respondeu. – Eu me sinto em casa com todos estes livros em torno de mim. É como estar entre amigos.”

Criei uma expectativa gigantesca para este livro, já que adorei o primeiro. E já posso logo dizer que gostei do segundo, mas não tanto.

Eu esperava que o foco fosse novamente na nossa Florence, uma vez que o primeiro livro terminou com tantas perguntas sem respostas, e neste livro ela foi uma personagem secundária.

O interessante é que já conhecemos a personalidade dela no primeiro livro, então sabemos do que ela é capaz, e isso faz com que fiquemos com um ponto de interrogação durante todo o livro, até que o mistério seja solucionado.

Claro que o autor não perdeu a mão de escritor e continua sabendo muito bem como prender um leitor, pois este, assim como o primeiro, é um livro que você começa a ler e quer acabar logo para saber qual vai ser o desfecho.

 

“Quem tem imaginação, senhor, nunca será prisioneiro.”

O livro é todo em primeira pessoa, com uma linguagem bem simples, e é um livro fácil e rápido de ler.

Para quem se interessar pela história, aconselho que leiam o primeiro volume antes, pois mesmo que uma história não seja continuação da outra, o segundo volume passa a ser muito mais interessante uma vez que já conhecemos a personalidade da Florence.

 

Não vai para a minha lista de melhores, mas também não posso considerá-lo uma decepção, pois o Mr. Harding sabe bem o que faz.

 

Vocês já leram algum dos dois volumes? Ficaram interessados?

Me contem nos comentários! 🙂

Anúncios

6 comentários em “A Menina que não Sabia Ler – John Harding

  1. Não li o volume 1 e nem estava sabendo da existência do 2. Quero tanto ler. E inovador o segundo ser no ponto de vista de outro personagem e a personagem principal do primeiro não ser a do segundo.
    Beijos

    1. Oii Amanda!
      Nossa, nem me fale! Eu amei o primeiro, um dos melhores que eu já li. E sem contar que o final é supreendente, né?
      Leia o segundo e depois me conte o que achou. Mas para mim, o primeiro ainda é o melhor! hahaha

      Obrigada pela visita!!
      Até mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s