Uncategorized

Eleanor & Park – Rainbow Rowell

Eleanor & Park
Editora Novo Século – 328 páginas

“Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grandes” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.”

Depois de um bom tempo sem atualizar o blog, resolvi furar a fila de resenhas que tenho e publicar logo Eleanor & Park.
E o único motivo para fazer isso é que eu simplesmente AMEI este livro!

Começando pelos personagens: Eleanor é uma menina um pouco diferente do “comum”: ela é ruiva, anda sempre com os cabelos bagunçados, roupas esquisitas e normalmente muito largas, é gordinha e muito, muito simples. Quanto à personalidade… ahhh, ela é incrível! Determinada, forte, corajosa e durona!
Já o Park, é um coreano que se veste, quase sempre, de preto, é muito quieto e tenta sempre não ser o centro das atenções.

Park sempre vai para a escola de ônibus, e sempre se senta no mesmo lugar, sozinho e ouvindo suas músicas ou lendo seus gibis. Quando num belo dia, Eleanor entra no ônibus e nesse momento todos começam a rir de sua aparência e do quanto ela é desajeitada, e na tentativa de encontrar um lugar e se livrar dessas pessoas que riam dela, ela resolve se sentar ao seu lado. Esse é somente o início de uma das histórias mais adoráveis que eu já li!

A menina tinha a aparência exata do tipo de pessoa com a qual isso costuma acontecer. (…) Usava camisa xadrez, meia dúzia de colares estranho pendurados em volta do pescoço e lenços amarrados nos pulsos. Fez Park pensar num espantalho ou nas bonequinhas das preocupações que ficavam na cômoda da mãe.

Claro que no começo Park quis morrer por Eleanor ter se sentado ao lado dele, pois ela atraía a atenção de todos com seu jeito desengonçado, e isso era tudo o que ele menos queria.
Conforme os dias vão passando, nós acompanhamos a aproximação dos dois. Eles nunca trocaram uma palavra sequer, até o dia em que Park percebe que ela estava lendo seus gibis junto com ele.

Aquele mestiço idiota sabia com certeza que ela andava lendo o gibi. Ele chegou até a olhá-la algumas vezes antes de virar a página, como se fosse assim educado.

Daí para frente, a aproximação deles é muito natural, pura, sincera e encantadora. Nós acompanhamos o desenvolvimento da relação e até mesmo dos sentimentos, principalmente quando o assunto é a família de cada um.

O pai de vocês só dá trabalho. (…) Toda vez ele parte o coração de vocês. E, toda vez, espera que eu vá recolher os pedacinhos.
“Recolher, varrer para o canto… dava na mesma na cabeça da minha mãe.”

A família de Park é muito tranquila, o pai é americano, a mãe é coreana e ele tem um irmão mais novo. Eles têm uma vida boa, mas Park não se dá muito bem com seu pai, passando por alguns desentendimentos em determinadas situações, mas eles sempre conseguem superar. E o mais legal da família de Park é ver que, mesmo depois de tantos anos casados, seus pais continuam completamente apaixonados.

Já para Eleanor, sua vida em casa é totalmente conturbada, desde que seus pais se separaram ela mora com sua mãe e o padrasto. Sua mãe é submissa a ele e incapaz de defender seus filhos ou até mesmo se defender, e o seu padrasto é agressivo e dissimulado. Ela tem quatro irmãos mais novos, que sempre correm para o colo dela quando seus pais brigam. Eu sinceramente não imagino como alguém conseguiria viver em um ambiente como aquele, e é por isso que Eleanor passa a encontrar em Park uma válvula de escape.

“Você salvou a minha vida, ela tentou dizer a ele. Não para sempre, e não de forma completa. Provavelmente apenas temporariamente. Mas você salvou a minha vida, e agora eu sou sua. A versão de mim que existe agora é sua. Para sempre.”

Eu adorei a narrativa, que é em terceira pessoa, e os capítulos são separados entre Eleanor e Park, ou seja, cada capítulo mostra o ponto de vista de cada um dos dois. Em alguns momentos eu achei um pouco confuso, mas no geral eu adorei. A autora conseguiu abordar assuntos pesados como bulling, violência em casa e até o relacionamento entre Park e seu pai de forma muito leve.
Os capítulos são curtos e estão lotaaaados de referências principalmente a HQs de super heróis e músicas dos anos 80.

marcador

Quanto à edição, eu adorei que a Novo Século manteve a capa original do livro, mas acho que pecaram um pouquinho na revisão, que teve alguns erros, mas não é nada que tenha estragado tudo, até porque o livro está uma graça!

Me identifiquei muito com a Eleanor, e os questionamentos que ela faz a si própria me fizeram pensar também. E é com esse sentimento que eu terminei o livro, de que a autora realmente conseguiu nos aproximar muito dos personagens, enxergar como eles pensam e por quê, e também sentir o que eles sentem em determinadas situações.

“Não há motivo pra pensar que vamos deixar de amar um ao outro. E todo motivo pra pensar que não vamos.”

A minha nota para esse livro foi 5, e eu já encomendei mais dois outros livros da Rainbow Rowell!
Super recomendo para quem é fã de um bom romance.

E uma notícia que me deixou muito animada foi que a DreamWorks Studios irá transformar Eleanor & Park em filme, e o roteiro será escrito pela própria autora! As gravações estão previstas para começar em meados de 2015.
Fonte: Capricho

Alguém aí já leu Eleanor & Park?
O que acharam? Me contem nos comentários!!!

Anúncios

16 comentários em “Eleanor & Park – Rainbow Rowell

  1. Esse foi um dos livros mais legais que li em 2014. Gostei muito das referências aos anos ´80 bem como a sensibilidade da autora em construir tão bem dois personagens adolescentes sem acrescentar muitos clichês a eles. Com certeza indico a leitura a todos os meus colegas, principalmente os adolescentes. Gostei da resenha 🙂 Beijos e convido você a conhecer meu blog (www.livroscafeeprosa.blogspot.com)

  2. Estou doida para ler esse livro ,amei sua resenha !!
    Queria saber que magica voce fez para conseguir um theme desse jeito ,criei meu blog hoje mesmo ,mas nao estou conseguindo arrumar .
    obrigada !!

  3. Eu, aqui, mais uma vez! ❤ Impossível não querer comentar em todas as suas postagens. Você super se parece comigo, e é tudo muito aconchegante aqui. Estou seguindo o blog com o maior prazer! Hahaha.
    Eleanor & Park está paradinho aqui na minha estante há algumas semanas só esperando para ser lido e – com certeza – devorado. Até agora não vi sequer um comentário que não incluísse um elogio à esta obra Rainbow. Estou com a expectativa altíssima e sei que não vou me decepcionar: sou uma romântica nata. Amo qualquer tipo de romance, e desses assim, que remetem uma época antiga são os meus preferidos.
    Um beijo!
    Paula, Poetisa & Literária

    1. Oi Paula!
      Nossa, eu fico muito, mas muito feliz por você ter gostado do meu cantinho! hahaha Faço questão de responder cada comentário! 😀
      Ai, eu nem tenho como falar sobre este livro, eu me apaixonei de uma forma, que usei a capa dele até como tema do blog, né?! hahahaha
      Só posso te dizer uma coisa: Leia! O quanto antes! Sou encantada com a Eleanor, e o livro todo é doce, romântico, enfim… leia! ❤
      E depois me conta o que achou! Acho muito difícil você não gostar!

      Beijos! Até mais!!

  4. Adorei o livro, terminei hoje… não sou adolescente mas tenho uma filha adolescente e gosto de acompanhar o que ela lê, acho importante para nossa relação. Um romance muito fofo e que encanta por não ser perfeito, pelas referências musicais e da década de 80.

    1. Oiii!
      Nossa, que legal! Também acho muito importante este tipo de postura dos pais, assim você consegue garantir que a leitura que ela faz é apropriada para a idade dela, e também têm algo para discutirem depois, certo? 🙂
      Eu realmente adorei esse livro, justamente por ser tão imperfeito! E as referências são mesmo geniais!

      Muito obrigada pela visitinha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s